quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Cristo Redentor trará os jovens ao Brasil para a JMJ Rio2013

O “Embaixador” da JMJ Rio2013 percorrerá países dos cinco continentes ao longo de 2012 em preparação à JMJ Rio2013. Os locais e datas estão em fase de definição  pela organização da Jornada. Por onde a réplica do Cristo Redentor passar, trará um jovem ao Rio para compor o coral que se apresentará nas celebrações oficiais para o Papa Bento XVI

Um coral de 1.500 vozes e, entre elas, jovens representando os cinco continentes. A unidade de corações e de fé que já começou na preparação da Jornada Mundial da Juventude Rio2013 ganhou, através de seu “embaixador”, o monumento ao Cristo Redentor, ainda mais força.

Com a passagem da exposição “Cristo Redentor para todos” por vários países e por alguns estados brasileiros serão escolhidos jovens para se apresentarem nas celebrações durante a visita do Papa Bento XVI. Os locais de visita e as datas ainda estão em fase de definição, mas a previsão é de que pelo menos seis países sejam contemplados em 2012.
De cada país que receberá a réplica do monumento será escolhido um jovem cantor e de cada estado brasileiro 25 pessoas. Eles se somarão ao Coral dos 80 anos do Cristo, que reúne cerca de 800 vozes.
A novidade foi divulgada pelo vigário para a Comunicação Social cônego Marcos William durante visita na manhã de hoje, 3, para conhecer o protótipo da réplica que visitará os países, no PoloRio de Cine &Vídeo, na Barra da Tijuca. Estavam presentes o arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, membros do Comitê Organizador Local da JMJ Rio2013, da comissão do governo do estado e a equipe da GLP, empresa responsável pelo projeto.
A ideia, que nasceu da comemoração dos 80 anos da inauguração do monumento ao Cristo Redentor, de levar uma réplica da imagem do Cristo a diferentes países, agora vai possibilitar a divulgação da JMJ Rio2013 e também da cidade do Rio de Janeiro, que além das belezas naturais, está preparando uma toda a infraestrutura para o acolhimento e segurança do evento.
“Queremos na Jornada encontrar Cristo, que é simbolizado, representado pelo monumento, mas que nos acolhe e que nos é anunciado como Senhor e Salvador do mundo”, afirmou Dom Orani.
Para cônego Marcos, a exposição levará para fora do país uma experiência religiosa que será acolhida por povos diferentes e terá como grandes ‘catequistas’ o arcebispo do rio e o arcebispo local, em uma experiência nova de evangelização.
Os jovens dos países por onde passar a réplica do Cristo serão convidados a participarem do evento e a deixarem mensagens para a JMJ Rio2013.
Setor de Comunicação JMJ Rio2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário